Estudo da Síndica Profissional Ana Brício: A importância da gestão de riscos em condomínios


A Síndica Profissional ANA BRÍCIO atua na cidade do Rio de Janeiro. Realizou os estudos do Curso do Síndico Profissional Avançado - Agência Nacional de Síndicos - BRBRASIS-RH se integrando e somando com seu conhecimento com outros síndicos profissionais. Ana também foi aprovada da PROVA DO SÍNDICO ÁGORA - Certificação de Comprovação de Atualização de Conhecimentos na área de Condomínios ocorrida no mês de março de 2021. Confira o artigo de estudo da síndica profissional e deixe seus comentários e perguntas para ela. 



O Síndico tem como missão assegurar que tudo esteja em ordem e funcionando no universo do condomínio. Entender como ocorrem as operações, quem participa, quais são os impactos e de que forma esses impactos afetam os moradores é fundamental para uma gestão assertiva e de qualidade. Gerenciar riscos é parte da governança e da estratégia de liderança. Mas como identificar os riscos sem entender a relação entre os processos?

Exemplos de riscos que impactam a gestão do condomínio:

  • Despesas variáveis (projetos, materiais de consumo e novas demandas de serviços especializados);
  •  Indisponibilidade de material durante a pandemia;
  •  Problemas com fornecedores de serviços essenciais;
  •   Passivos trabalhistas e tributários;
  • Regularidade ambiental (presença de animais, tratamento de        água e esgoto);
  •  Ausência de índice para controle de inadimplência;
  • Atendimento à legislação e normativos (incêndio, obras e       reformas, inspeção predial, potabilidade da água);
  • Rotatividade de moradores (segurança da informação e segurança patrimonial);
  • Processos judiciais (cobranças pelo consumo de água, energia, indenizações).

Os condomínios, assim como as empresas, precisam estar preparados para momentos de recessão econômica e pandemias.  A crise econômica agravada pela pandemia trouxe um aumento da concorrência no setor condominial e esse é um fator preocupante para a gestão, além do aumento das expectativas dos clientes.

O Síndico precisa entender os cenários (internos e externos) e com base em processos, desenvolver uma visão mais estratégica e sistêmica para conseguir manter um equilíbrio financeiro sem onerar a qualidade dos serviços prestados.  Precisa cada vez mais, desenvolver um perfil analítico para conseguir mensurar os riscos com maior impacto no menor tempo possível.  

O gestão do Síndico, cujo mandato tem prazo determinado e sem garantias de continuidade por ser eleito, precisa ser mais assertiva e ter planos sólidos para que suas ações sejam mantidas pelos próximos gestores (Síndicos orgânicos ou profissionais) por terem sido acatadas e aprovadas em Assembleias como objetivos estratégicos para os proprietários, principais clientes e interessados em uma gestão de qualidade.

O propósito da gestão de riscos é a criação dessa visão estratégica e de uma maior integração entre os processos. Ela melhora o desempenho, encoraja a inovação e apoia o alcance de objetivos.


Deixe seu comentário ou pergunta abaixo para a Síndica Profissional Ana Bricio


Confira a apresentação da síndica profissional Ana Brício no Café com Síndico Profissional da BRBRASIS-RH 


Postar um comentário

0 Comentários